quarta-feira, abril 22, 2015

SEMA

Como me tornar um NOVO Criador Amador de Pássaros Silvestres?


1° PASSO: Efetuar cadastro no CTF (Cadastro Técnico Federal)Instrução para cadastro no CTF:
Manual para novos cadastrados no SISPASS.

2° PASSO - Entrega de documentos• Documento oficial de Identificação com foto;
• CPF;
• Comprovante de residência (conta de água, luz ou telefone) expedido nos últimos 60 dias;
• Requerimento conforme o modelo que segue.
Imprimir e preencher: REQUERIMENTO – MODELO.

3° PASSO: Emitir licença/BOLETOINFORMAÇÃO IMPORTANTE: as emissões de licença, geração e pagamento do boleto estão disponíveis no SISPASS.

- PRESENCIAL (CÓPIA DOS DOCUMENTOS COM APRESENTAÇÃO DE ORIGINAIS)
LOCAL: Central de Atendimento aos Criadores de Fauna Silvestre - Secretaria de Meio Ambiente (SEMA/RS). Av. Borges de Medeiros, 261/ 1º andar - Centro, Porto Alegre.
O criador poderá ser representado por terceiro através de procuração com firma reconhecida, conforme modelo proposto no anexo VI da IN IBAMA 10-11.
HORÁRIO de atendimento ao PÚBLICO: 2ª, 3ª e 4ª - 9h às 11h30 e 14h às 17h.
HORÁRIO de atendimento às ENTIDADES ASSOCIATIVAS: 2ª e 4ª (só com AGENDAMENTO por telefone ou e-mail) - 9h às 11h30 e 14h às 17h.
 POR CORREIO: CORRESPONDÊNCIA REGISTRADA OU SEDEX COM DOCUMENTOS AUTENTICADOS, INCLUSIVE O REQUERIMENTO. 

Endereço: Secretaria de Meio Ambiente – SEMA/RS.  SETOR DE FAUNA SILVESTRE. Avenida Borges de Medeiros, 261 - 13º andar / Sala 1305. Centro - Porto Alegre/RS CEP: 90.020-021.
- Para emitir a licença entre no SISPASS (www.ibama.gov.br), clique no link "Serviços", depois clique no link "Gestão Passeriformes Silvestre Nativos" e, por fim, em "Emitir Licença". Imprima o boleto, pague (Anuidade: R$ 93,96) e em até 10 dias será feita compensação no sistema e estará apto para a criação.

CONTATOSFone: 51.3288-8185 e 51.3288.8171;
E-mail: SISPASS@SEMA.RS.GOV.BR

Anexos:
DÚVIDAS FREQUENTES – SISPASS.
DÚVIDAS FREQUENTES - FAUNA.

Fonte: http://www.sema.rs.gov.br/

quinta-feira, abril 16, 2015

UFRGS terá espaço para recuperação de passarinhos silvestres.

Acordo de cooperação assinado com o IBAMA vai direcionar aves apreendidas para recuperação pela Faculdade de Veterinária.





UFRGS e IBAMA firmaram nesta manhã um acordo de cooperação para destinar aves apreendidas pelos órgãos de fiscalização para reabilitação na Faculdade de Veterinária da UFRGS. A intenção é que ainda este ano seja construído um viveiro e inicie a recuperação das aves.
O viveiro terá 1,5 mil metros cúbicos, e será construído, em área da UFRGS (ao nordeste da FAVET, próximo ao projeto de Energia Solar), com R$ 250 mil em recursos destinados por empresa licenciada do ramo florestal. O diretor da FAVET Emerson Contesini espera ainda este ano ver o projeto em pleno funcionamento. A ideia é integrar estudantes de graduação e pós-graduação em atividades de ensino, pesquisa e extensão que produzam conhecimento a respeito da recuperação das aves de diferentes espécies, focando, inicialmente, em pássaros não ameaçados, como canários, azulões e cardeais. Antes de serem destinados à UFRGS, os animais passarão pela triagem do IBAMA, que também acompanhará o desenvolvimento dos trabalhos de recuperação.
Coordenador do projeto, o professor Cláudio Cruz explicou, durante a sessão de assinatura do acordo, que a recuperação dos passarinhos abrange pelo menos três pontos principais: reaprender a temer a interação com humanos, reaprender a voar e a reintrodução da dieta natural. A partir do desenvolvimento dos trabalhos, podem ser gerados protocolos científicos a serem empregados em futuros casos, abrindo espaços para pesquisas acadêmicas.
A reintegração dos passarinhos deve ser realizada em espaços de preservação florestal. Uma vez lá colocados, os animais contribuem para a renovação e crescimento das florestas, levando sementes dos vegetais de um lado para outro. Segundo os técnicos do Instituto, Maurício Souza e Paulo Wagner, milhares de pássaros são apreendidos anualmente pelos órgãos de fiscalização no RS, mas nem todos serão destinados à UFRGS. A ideia é iniciar o trabalho em pequenas quantidades, de acordo com as condições de acompanhamento que as equipes da UFRGS terão para desenvolver tanto o estudo dos processos quanto a recuperação e reintrodução dos animais. Segundo eles, um fator importante para a construção de conhecimento sobre a reabilitação é a participação de estudiosos de outras áreas, como da Biologia ou mesmo das Engenharias, uma vez que até o desenvolvimento de tecnologias de monitoramento das aves pode ser interessante para os estudos.
Na cerimônia desta manhã, o superintendente do IBAMA no RS João Pessoa Riograndense Moreira Júnior chamou atenção para uma alteração recente nas normas de destinação dos animais apreendidos (Instrução Normativa 19 de em 19/12/2014), que priorizou a reinserção no ambiente natural. “Estamos dando exemplo para o país inteiro com esse convênio”, apontou o superintendente, tendo em vista a rápida resposta das instituições à alteração legal.
Ao pronunciar-se, o reitor Carlos Alexandre Netto reforçou a sua posição sobre a necessidade da UFRGS se envolver com demandas e atender a sociedade através de convênios e contratos. Segundo o reitor, a Universidade vive de desafios, e convênios sobre temas fundamentais, como a recuperação da fauna, são um motivador para que seja produzido conhecimento novo. Netto disse que, no que depender de sua gestão, os convênios e contratos serão continuados e multiplicados. “São novos desafios. É assim que a Universidade se nutre”, disse.

quarta-feira, abril 01, 2015

Rádio Web Passarinheiros


Hoje das 12:00 às 13:00 horas vamos fazer um programa teste na rádio web passarinheiros, portanto fiquem ligados e mandem seus recados on line, segue o link...


http://passarinheiros.caster.fm




sábado, março 21, 2015

Pássaro de hoje Sargento (Agelaius thilius).

Sargento

O sargento é um passeriforme da família Icteridae.
Seu nome científico significa: do (grego) agelastikos = gregário; e de thilius = nome chileno para um pássaro preto com asas amarelas. ⇒ (Ave) gregária preta com asas amarelas.
Também conhecido como do-ré-mi-de-asas-amarelas e pássaro-preto-de-asa-amarela. Denominação anterior - Agelaius thilius.

Características

Mede cerca de 17 cm. de comprimento. No geral, negro com partes superiores e inferiores das asas amarelas. A fêmea e o jovem são estriados pardacentos. Quando pousa aparece a plumagem negra uniforme.

sargento macho

sargento fêmea

sargento jovem

Subespécies

Possui três subespécies:
  • Agelasticus thilius thilius (Molina, 1782) - ocorre na Cordilheira dos Andes do Chile, nas regiões do Atacama até Valdivia e no Sudoeste da Argentina;
  • Agelasticus thilius alticola (Todd, 1932) - ocorre na Cordilheira dos Andes do Sudeste do Peru, na região de Cuzco até o Noreoeste da Bolívia;
  • Agelasticus thilius petersii (Laubmann, 1934) - ocorre do Paraguai até o Sudeste do Brasil, Uruguai e Norte da Argentina.

Alimentação

Alimenta-se de pequenos invertebrados, sementes, frutas e também de néctar.

sargento se alimentando

Reprodução

Tem normalmente 1 ninhada por estação com 3 ovos. Costuma nidificar no capim.

Casal de sargento

Hábitos

Vive nos pântanos, tabuais, campos sem árvores. Costuma frequentar plantas flutuantes.

Distribuição Geográfica

No Brasil ocorre apenas na região sul. Ocorre também no Peru, Bolívia, Paraguai, Argentina, Uruguai e até o Chile.

  Ocorrências registradas no WikiAves

Referências

  • IBAMA. IN01-03. 24 jan. 2003. p. 7.
  • Sick, Helmut. Ornitologia brasileira. Editora Nova Fronteira S.A., Rio de Janeiro, 1997, Pág. 797.
  • Frisch, Johan Dalgas; Frisch, Christian Dalgas. Aves brasileiras e plantas que as atraem - 3ª edição. Dalgas Ecoltec - Ecologia Técnica Ltda., São Paulo, 2005, Pág. 346.
  • Enciclopédia Ornitológica WorldBirds - disponível em http://worldbirds.eu/abcy/yellowwinged_blackbird.htm. Acesso em 29 dez 2014.
  • CLEMENTS, J. F.; The Clements Checklist of Birds of the World. Cornell: Cornell University Press, 2005.

segunda-feira, março 16, 2015

Dicas importantes para uso de comedouros!



video


Dicas que valem muito numa criação.


video


Produtos que poderiam melhorar ainda mais nosso trabalho!




Já enviamos o link para nossos distribuidores, para ver alguma forma de melhorar nossos comedouros e facilitar o manuseio, creio que logo teremos mais novidades, obrigado amigo por disponibilizar seus videos e assim ajudar ainda mais nossa classe!


FONTE: Eduardo Albuquerque. - Criadouro Shekinah







Apoio: Raupp & Pássaros




sábado, março 14, 2015

Pássaro de hoje Tiziu (Volatinia jacarina).

Tiziu (Volatinia jacarina)

Os vários nomes vulgares deste pássaro, como tiziu, bate-estaca, serrador e serra-serra, fazem alusão ao canto e ao pulo vertical de cerca de 1 m que o macho executa na época da reprodução.


Classe: Aves



 Ordem: Passeriformes

Família: Emberizidae

Nome científico: Volantinia jacarina

Nome vulgar: Tiziu

Categoria: Indeterminado

Os vários nomes vulgares deste pássaro, como tiziu, bate-estaca, serrador e serra-serra, fazem alusão ao canto e ao pulo vertical de cerca de 1 m que o macho executa na época da reprodução, partindo de um galho seco. Durante estes saltos, ele canta, bate as asas, expões a mancha branca das penas axilares e produz um ruído característico com as rêmiges. O macho delimita um território tão pequeno que está entre os menores observados para os pássaros. É uma espécie migratória, desaparecendo de São Paulo durante o inverno.

Alimentação: sementes e insetos.


Nidificação: o macho toma a iniciativa na construção do ninho, que tem a forma de taça, com cerca de 7 cm de diâmetro e 3,5 cm de profundidade. Ele é construído com pecíolos foliares, capins secos e raízes finas entrelaçadas frouxamente, situado a pouca distância do solo, em arbustos. Os ovos, geralmente 2, são brancos ou fortemente esverdeados, salpicados de castanho-avermelhado e medem 17 x 12 mm. A incubação, que dura cerca de 11 dias, é tarefa da fêmea, embora o macho participe eventualmente e leve alimento para ela. Os tizius reproduzem-se em qualquer estação e cada fêmea tem até 3 posturas anuais.

Hábitat: áreas abertas, capinzais, parques e jardins.

Tamanho: 12,0 cm
Fonte: USP 

Na Raupp & Pássaros, você pode fazer sua caneca personalizada conforme seu pássaro e seu desenho ou foto!









sexta-feira, março 13, 2015

Torneio de domingo.



Torneio ACPS / RS

Domingo - 15/03/2015.

FIBRA:

Coleiro;
Trinca Ferro


Local dos torneios:
Sede ACPS, Rua Oly Titton nº 528,
Faixa de Taquara, Parada 77.
Contato ACPS:(51)3471-4054.


segunda-feira, março 09, 2015