Páginas

Cursos Gratuitos

segunda-feira, agosto 27, 2012

Cacicus haemorrhous guaxe 4,0

É UMA VERGONHA ISSO, POIS JÁ TIREI VÁRIOS FILHOTES DESTA ESPÉCIE A ANOS ATRAS, E AGORA SEM UM MACHO NÃO POSSO REPRODUZIR, COMO POSSO REVER ISSO?

AI O IBAMA EM VEZ DE NOS INCENTIVAR, NOS TIRA O DIREITO DE REPRODUZIR ESTA ESPÉCIE EM CATIVEIRO COM O ANEXO II, ISSO É UMA VERGONHA, DAQUI A ALGUNS ANOS NÃO TEREMOS MAIS ESTA ESPÉCIE NA NATUREZA...







APÍTULO  VI  -  DAS  ESPÉCIES  A  SEREM  CRIADAS  PELOS  CRIADORES
AMADORES E COMERCIAIS DE PASSERIFORMES.


Art. 31 - Com base em levantamento  estatístico de  criação e conhecimentos  relacionados  à
reprodução em cativeiro, as espécies autorizadas para as categorias de criador amadorista e
criador comercial de passeriformes foram divididas em 2 (dois) grupos, de acordo com os
Anexos I e II da presente Instrução Normativa:
I  -  O  Anexo  I  corresponde  às  espécies  que  poderão  ser  mantidas,  reproduzidas  e
transacionadas pelas Categorias de Criador Amador e Comercial de Passeriformes,
podendo inclusive ser comercializadas pelos Criadores Comerciais de Passeriformes,
mediante emissão de Nota Fiscal.


II - O  Anexo II corresponde  às  espécies  que  tinham sua  manutenção, reprodução e
transação autorizada pela IN 01/2003 para os Criadores Amadores de Passeriformes,
mas  que,  por  terem  apresentado  baixa  demanda  como  animal  de  estimação  pela
sociedade, ficam a partir da publicação desta Instrução Normativa proibidas de serem
reproduzidas, transacionadas e de participarem de torneios, garantindo-se o direito dos
Criadores Amadores de Passeriformes de manter as aves de seu plantel, que pertençam
a essas espécies, até o óbito das mesmas.
§ 1º As anilhas vinculadas à fêmeas pertencentes à espécies listadas no Anexo II deverão ser
entregues ao IBAMA, dentro do prazo de 90 dias a contar da publicação de presente
Instrução Normativa.
§ 2º A análise de possibilidade de inclusão das espécies listadas atualmente no Anexo II para o
Anexo I, assim como a manutenção das espécies no anexo I estará vinculada à lista de
espécies  nativas  autorizadas  para  criação  e  comercialização  para  animal  de  estimação
conforme os parâmetros descritos na Resolução Conama nº 394 de 06 de novembro de 2007,
mediante  estudos  e  justificativas  técnico-científicas  que  comprovem  a  viabilidade  de
reprodução e adequação aos parâmetros estabelecidos pela Resolução.


2 comentários:

  1. Isso amigo, sem falar em outras espécies do anexo II, muitas sumiram da fauna brasileira...

    Igor Ventura.

    ResponderExcluir
  2. Isso é que eu não concordo com o IBAMA,permitir umas e outras espécies não canário da terra ,curió ,bicudo etc... , tem muito em cativeiro e pode ser remanejado para uma localidade para reentrodução a natureza já outras vão sumir se não forem reproduzida em cativeiro,por criadores amadores o estado e o governo jamais conseguiram reproduzer essas espécies em zoológicos com o mesmo êxito que um criador amador...... .........

    ResponderExcluir